14 maio, 2012

Texto Narrativo: Leitura e Compreensão 5ºano


                                          O POLVO ANIMADO
      No oceano, entre muitas algas marinhas e o colorido coral, morava um animado polvo.
     Ele tinha oito tentáculos que ele adorava usar para fazer cócegas. Quando o polvo fazia cócegas nos peixinhos, eles
 pulavam, saltitavam e se contorciam!
     Todos achavam aquela brincadeira muito divertida! Mas a maior parte dos animais marinhos achava aquela brincadeira muito entediante.
    Certa vez, o polvo fez cócegas na estrela-do-mar e ela se contorceu toda!
      – Pare com isso! – ela gritou.
   O polvo fez cócegas no siri, que tropeçou e caiu na areia.
     – Fora daqui! – ele esbravejou.
     – Mas eu sou um polvo animado e sou muito bom em fazer cócegas – disse o polvo tristemente. E nadou para junto dos pequenos peixes para brincar com eles novamente.
    Um dia, o polvo viu a ostra cochilando perto de algumas conchas. Ele não pôde resistir e fez pequenas cócegas nela. Mas a ostra acordou com um salto e deixou cair sua preciosa pérola. Ping! Póing! Póing! A pérola quicou para perto das pedras e foi levada pela correnteza.
     – Oh! Não – assustou-se o polvo. A pobre ostra ficou muito chateada.
     – Desculpe-me – disse o polvo.
     – Eu a trarei de volta para você. O polvo nadou bem depressa pelas águas.
     – “Uau!” – pensou o polvo. “Eu jamais imaginei que pudesse ser tão veloz” Vupt!
    O polvo seguiu a pérola, que estava caindo em direção às profundezas do mar.
     – “Uau!” – ele pensou. “Eu jamais imaginei que pudesse nadar tão fundo!”
    O polvo estava quase alcançando a pérola, mas... Ping! Póing! Póing!
   A preciosa pérola quicou nas pedras e caiu dentro de um buraco, no fundo do oceano . O polvo se contorceu, balançou-se e se espremeu ... E conseguiu passar, com seu corpo elástico, pela fenda.
     – “Oh!” – ele pensou. “Eu jamais imaginei que pudesse ser tão flexível!” Lá no fundo, brilhando na escuridão, estava a lustrosa
e iluminada pérola. Mas logo atrás dela havia uma feroz enguia.
      – Aaaah! – gritou o polvo. Ele, então, rapidamente pegou a pérola e saiu daquele buraco.
     – Eu quero essa pérola! – vociferou a enguia.
    O polvo nadava ofegante enquanto a enguia o perseguia. Ele já havia nadado uma longa distância e sentia-se muito cansado. A enguia estava chegando cada vez mais perto... Com um esguicho e um espirro, o polvo lançou uma nuvem de tinta preta que fez com que a enguia não pudesse enxergar coisa alguma!
     – “Puxa! – Eu nunca imaginei que pudesse soltar essa tinta!” e foi dançando muito feliz até a ostra.
     A ostra ficou muito satisfeita por ter sua pérola de volta.
     – Eu prometo que não farei mais cócegas em você novamente – disse o polvo.
    – Descobri muitas outras coisas que sei fazer muito bem. A partir de agora, eu serei um...rápido, explorador, flexível, esguichador polvo...
     ... Mas eu ainda sou animado e posso fazer algumas cócegas também.
GALLOWAY, Ruth. O Polvo Animado Ed. Ciranda Cultural, 2010 (Adaptação).

Glossário:


enguia – peixe alongado, comestível,que pode dar choque elétrico quando atacado;
esguicho – jato ( contínuo ou não) de um líquido.
fenda – abertura estreita e alongada numa superfície;

flexível – que pode ser dobrado ou curvado sem quebrar;
vociferou – proferiu palavras em voz alta, aos berros; gritar;

Toda história ocorre em um espaço e tempo determinados.
1- Retire o trecho que mostra o lugar em que aconteceu a história.
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________

2- Toda história tem um momento de conflito.
Destaque, do texto, o momento em que se inicia a complicação da história.
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________

3- Por que você considera que esse trecho é a “complicação da história”?
_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________

4- Volte ao texto, leia o desfecho da história e responda à pergunta: que final teve o polvo?
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________

A história tem alguns personagens. Você deve lembrar que os personagens podem ser protagonistas e antagonistas.
5- De acordo com o texto, quem é o protagonista da história?
__________________________________________________________________

6- Quem são os personagens da história?
__________________________________________________________________

7 - No 3º parágrafo ,“Todos achavam aquela brincadeira muito divertida! Mas a maior parte dos animais marinhos achava aquela brincadeira muito entediante”. A palavra “entediante” pode ser substituída sem alteração de sentido, por: _________________.

A história tem alguns personagens. Você deve lembrar que os personagens podem ser protagonistas e antagonistas.

8- Complete o quadro abaixo com a reação de cada um dos personagens ao serem “perturbados” pelo polvo. Volte ao texto para entender bem a história.

Personagens
Reações
Parágrafos

os peixinhos




a estrela-do-mar




o siri



a ostra



















9 - Escreva que termo substitui a palavra sublinhada.
a) “Todos achavam aquela brincadeira muito divertida! Mas a maior parte dos animais marinhos achava aquela brincadeira muito entediante.”
A palavra sublinhada refere-se a _____________________, que está no 3º parágrafo.
b) “Certa vez, o polvo fez cócegas na estrela-do-mar e ela se contorceu toda!”
A palavra sublinhada refere-se a __________________________, que está no 4º parágrafo.
c) “O polvo fez cócegas no siri, que tropeçou e caiu na areia.”
A palavra sublinhada refere-se ao _________________________, que está no 6º parágrafo.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário